Escolhendo uma Propriedade Comercial com Vantagem Financeira

Ao avaliar um imóvel comercial, é necessário entender os fatores financeiros que o imóvel cria. Isso é antes de você definir o preço do imóvel ou considerá-lo adequado para compra. Ao fazer isso, não são apenas os fatores financeiros atuais que você precisa considerar, mas também aqueles que formaram a história da propriedade nos últimos tempos.

Nesse caso, a definição de ‘época recente’ são os últimos três ou cinco anos. É surpreendente como os proprietários tentam manipular as receitas e despesas do edifício na hora da venda; eles não podem, no entanto, alterar facilmente o histórico de propriedade e é aqui que você pode descobrir muitos segredos de propriedade.

Uma vez que o histórico e o desempenho atual da propriedade sejam totalmente compreendidos, você pode relacionar a precisão do orçamento de custos operacionais atual. Todas as propriedades para investimento devem operar com um orçamento administrado mensalmente e monitorado trimestralmente.

O processo de monitoramento Imobiliária em Sorocaba trimestral permite ajustes no orçamento quando itens incomuns de receitas e despesas são evidentes. Não faz sentido continuar com o orçamento da propriedade, que está cada vez mais desequilibrado com o desempenho real da propriedade. Os gerentes de fundos em propriedades complexas normalmente realizariam ajustes orçamentários trimestralmente. O mesmo princípio pode e deve ser aplicado aos investidores privados.

Então, vamos agora dar uma olhada nas principais questões da análise financeira nas quais você pode se concentrar na avaliação de sua propriedade:

Um cronograma de locação deve ser obtido para a propriedade e verificado totalmente. O que você está procurando aqui é um resumo preciso da ocupação atual do aluguel e dos aluguéis pagos. É interessante notar que os cronogramas de locação são notoriamente incorretos e desatualizados em muitos casos. Este é um problema comum do setor, decorrente da falta de diligência por parte do proprietário ou do gerente da propriedade em manter os registros do cronograma de locação. Por isso mesmo, a exatidão do cronograma de locação no momento da venda do imóvel deve ser cuidadosamente verificada em relação à documentação original.
A documentação da propriedade refletindo em todos os tipos de ocupação deve ser obtida. Essa documentação geralmente consiste em aluguéis, licenças de ocupação e acordos paralelos com os inquilinos. Você deve esperar que parte desta documentação não seja registrada no título de propriedade. Os solicitadores estão bastante familiarizados com a busca de toda a documentação da propriedade e saberão as perguntas corretas a serem feitas ao proprietário anterior. Em caso de dúvida, faça um extenso processo de due diligence com o seu advogado antes de qualquer acordo ser concluído.
As garantias de aluguel e cauções de toda a documentação do arrendamento devem ser obtidas e documentadas. Essas questões protegem o locador no momento da inadimplência por parte do locatário. Eles devem passar para o novo proprietário no momento da liquidação da propriedade. A forma como isso é conseguido estará sujeita ao tipo de garantia de aluguel ou caução e pode até significar que a garantia precise ser reemitida no momento da venda e liquidação a um novo proprietário. Os advogados do (s) novo (s) proprietário (s) normalmente verificarão isso e oferecerão métodos de solução no momento da venda. É importante ressaltar que a garantia do aluguel e os títulos devem ser legalmente cobráveis ​​pelo novo proprietário do imóvel, de acordo com os termos de qualquer documentação de aluguel existente.